segunda-feira, 24 de abril de 2017

Como era a escola antes do 25 de abril?



Na escola do meu tempo nem todos lá entravam e muitos dos que o conseguiam saíam ao fim de pouco tempo, ficando com a segunda ou terceira classe.

Na escola do meu tempo os rapazes estavam separados das raparigas. 
 
 Na escola do meu tempo havia um só livro e toda a gente aprendia apenas o que aquele livro trazia.
 
 Na escola do meu tempo levavam-se muitas reguadas, basicamente por dois motivos, por tudo e por nada.  
 

Na escola do meu tempo, ensinavam-nos a ser pequeninos e a não discutir, o que quer que fosse.

Na escola do meu tempo eu era “obrigado” a ter catequese, religiosa e política.
 
Na escola do meu tempo aprendia-se que os homens trabalham fora de casa e as mulheres cuidam do lar e dos filhos.

 


Na escola do meu tempo não aprender não era um problema, quem não “tinha jeito para a escola, ia para o campo”.

No tempo da minha escola, quem mandava no país achava que muita escola não fazia bem às pessoas, só a algumas.

Na escola do meu tempo não se falava do lado de fora de Portugal. Do lado de dentro só se falava do Portugal cinzento e pequenino. Na escola do meu tempo eu era avisado em casa para não falar de certas coisas na escola, era perigoso. As pessoas até podiam ser presas e maltratadas.
José Morgado, Jornal Público, 29/04/2013

 

Sem comentários:

Enviar um comentário