domingo, 25 de março de 2018

2018 - Ano Europeu do Património Cultural

Património do concelho da Moita

Cais da Moita:

- Durante séculos, o Cais foi o coração da vila da Moita. Toda a vida gravitava em seu torno. Era a grande porta para o exterior.
Aqui chegavam viajantes, carroças e carretas de bois carregadas de produtos, a fim de tomarem a carreira do barco para a cidade de Lisboa.  







Embarcações tradicionais:

- Entre as embarcações típicas desta zona do rio, contam-se os catraios, as canoas, as fragatas e os varinos, como "O Boa Viagem". O varino é uma embarcação de fundo chato, para navegar nos esteiros do rio, com águas de pouca profundidade. Apresenta pinturas tradicionais, conferindo-lhe um colorido inconfundível.






 Igreja da Nossa Senhora da Boa Viagem: 

- Data de construção: 1631

- Foi construída com a ajuda  da população para que a Virgem protegesse os marítimos e os viajantes.







Altar de Nossa Senhora da Piedade:

- Foi mandado construir pelos marítimos que ali iam pedir proteção antes de iniciarem as viagens.








Portal manuelino:

- Datando provavelmente do século XVI, apresenta um arco em pedra, muito simples.








Igreja Matriz de Alhos Vedros:

- Data de fundação: século XIII
 - Foi sofrendo alterações ao longo dos séculos e é possível ver a evolução dos vários estilos artísticos, desde o gótico ao barroco.





Poço “mourisco” de Alhos Vedros:

- Data de fundação: século XVI
- Decorado com elementos colhidos da natureza, sendo de realçar o ramo de oliveira com azeitonas, a flor-de-lis e a cabaça, símbolo do peregrino de Santiago. 

Ao longo dos tempos, teceu-se uma lenda a respeito deste mesmo elemento: “Quando algum rapaz ou rapariga com a cabeça conseguir partir a cabaça que nele se encontra esculpida, dele sairá um tesouro imenso de moedas em ouro que o tornará feliz para toda a vida”.





 Pelourinho de Alhos Vedros:
- O pelourinho é um monumento manuelino, do século XVI, que surge na sequência da atribuição do Foral à vila de Alhos Vedros, no ano de 1514. Simboliza o poder municipal e assume-se como instrumento de propaganda da Coroa, através dos emblemas nele inscritos, como é o caso da esfera armilar.




Fonte:  Site oficial da Câmara Municipal da Moita, URL http://www.cm-moita.pt/pages/863

 


 





Sem comentários:

Enviar um comentário