segunda-feira, 15 de abril de 2013

Os Barrigas e os Magriços

Aproxima-se o dia 25 de abril. Todos os anos, os professores das muitas escolas espalhadas por Portugal fora explicam aos seus alunos, das mais variadas idades, o que foi a "Revolução dos Cravos".

Uma boa forma de contar essa história de maneira diferente às nossas crianças é através da leitura da obra "Os Barrigas e os Magriços", da autoria de Álvaro Cunhal. Numa linguagem simples e acessível aos mais pequenos, conta-se a história de um Portugal anterior a 1974.

Aqui fica um pequeno excerto do conto:
"Esta história que vos vou contar passou-se há muitos anos, ainda nenhum de vocês tinha nascido. Foi num país em que havia uns homens conhecidos como os Barrigas e outros conhecidos como os Magriços. Os Barrigas não tinham este nome por serem todos barrigudos, mas por comerem tanto, tanto, tanto que nem se percebia onde cabia tanta coisa. Houve até quem dissesse que para lá caber tanta comida o corpo dos Barrigas lá por dentro devia ser tudo estômago.
Os Magriços também não se chamavam assim por terem nascido todos magrinhos. Mas porque, em certas épocas do ano, os Barrigas não lhes davam trabalho, nada lhes pagavam, e passavam tanta fome. E então sim, ficavam tão magrinhos, só pele e osso, magrinhos como carapaus secos."

Pode ler o conto completo a partir do link indicado abaixo:

Sem comentários:

Enviar um comentário