domingo, 3 de março de 2013

Sugestões de leitura

Aproxima-se a Semana da Leitura no Agrupamento de Escolas da Moita. Entre os dias 11 e 15 de março, o mar vai estar presente em todas as escolas do nosso Agrupamento.

Por essa razão, a partir de hoje iniciamos um ciclo de sugestões de leitura dedicado em exclusivo a esse tema.

Jorge Amado - Mar Morto



"Agora eu quero contar as histórias da beira do cais da Bahia. Os velhos marinheiros que remendam velas, os mestres de saveiros, os pretos tatuados, os malandros, sabem essas histórias e essas canções. Eu as ouvi nas noites de lua no cais do mercado, nas feiras, nos pequenos portos do Recôncavo, junto aos enormes navios suecos nas pontes de Ilhéus. O povo de Iemanjá tem muito que contar.
Vinde ouvir essas histórias e essas canções. Vinde ouvir a história de Guma e de Lívia, que é a história da vida e do amor no mar. E se ela não vos parecer bela a culpa não é dos homens rudes que a narram. É que a ouvistes da boca de um homem da terra, e dificilmente um homem da terra entende o coração dos marinheiros. Mesmo quando esse homem ama essas histórias e essas canções e vai às festas de D. Janaína, mesmo assim ele não conhece todos os segredos do mar. Pois o mar é mistério que nem os velhos marinheiros entendem."


Livro escrito em 1936, "Mar Morto" conta as histórias "da beira do cais da Bahia", como o próprio autor relata no excerto transcrito acima.
Nenhum outro livro sintetizou tão bem o mundo do cais de Salvador da Bahia, com a rica mitologia que gira em torno de Iemanjá, a rainha do mar.
A obra apresenta-nos algumas personagens marcantes:
Guma, o jovem mestre de saveiro, que representa o destino de todos os homens do mar, que um dia serão levados por Iemanjá, deixando para trás mulher e filhos;
Rodrigo, o médico e Dulce, a professora, são dois forasteiros que procuram despertar a consciência da gente do cais contra o marasmo e a opressão em que vivem.
É uma obra que alterna entre o tempo do mito e o tempo da história e que nos envolve desde a primeira página.

Sem comentários:

Enviar um comentário